Peter Liu

É possivel regenerar cartilagem? Como acabar com as dores das articulações?

09/06/2022
A cartilagem é um tecido importante para a funcionalidade do corpo de qualquer pessoa e, por motivos diversos (comportamentais, biológicos, ambiente e hábito), elas acabam se desgastando. Isto pode ocasionar dores, inchaço, fraqueza e rigidez no movimento

Será que é possível regenerar cartilagem? A partir de alguns estudos mais atuais a resposta é: sim, as cartilagens podem ser regeneradas, mas dentro de um limite, devido à circulação da localização das cartilagens.

Algumas dessas pesquisas são resultados de estudos feitos na Universidade Stanford, onde é desenvolvida a medicina regenerativa que utiliza ferramentas dentro do próprio corpo para sua melhoria, uma dessas ferramentas é a célula-tronco.

Este categoria de medicina ainda está em desenvolvimento no Brasil e atualmente, os estudos de terapias biológicas estão centrados na Unicamp e algumas clínicas especializadas. A medicina regenerativa tem como base a divisão de células fundamentais, sendo necessário o fortalecimento destas células novas com o reforço dos nutrientes que, por vezes, estão em pequenas doses ou não estão sendo bem absorvidas pelo nosso sistema.



A forma mais comum e de fácil acesso para prevenção ou recuperação das cartilagens é o consumo de alguns nutrientes e proteínas que servem como base e apoio para a manutenção e geração de tecido saudável. Como nem todos os nutrientes são encontrados em quantidade suficiente nos alimentos ou no sistema biológico, pode ser indicado a utilização de suplementação para ajudar nesse processo.

Os principais nutrientes são:
Vitamina D e K2: Essas duas vitaminas servem como meio indicador de caminho para os demais nutrientes no processo de fortalecimentos dos ossos e áreas correlacionadas, é como um GPS que faz a conexão de nutristes importantes para a cartilagem.
Colágeno tipo 2: É uma proteína abundante em nosso sistema, mas que a suplementação dele nunca é demais para beneficiar a estrutura óssea, de articulações e cartilagens pois tem uma função parecida com uma mola. Este tipo específico, ajuda na redução de dores, inflamações e melhora a saúde das articulações.  
Magnésio: é essencial na formação e saúde dos ossos. Com a adição do Ácido Dimalato, se facilita a absorção do magnésio pelo nosso organismo. Tornando mais eficaz e de forma rápida a melhora, por exemplo, de dores.
Manganês: Com o devido cuidado na dosagem, nutriente essencial para o crescimento apropriado da nossa estrutura óssea e manutenção, agindo junto ao cálcio, zinco e cobre.
Vitamina C: Essa vitamina C é muito importante para várias funções dentro do nosso organismo. Os colágenos e os proteoglicanos que são os principais componentes da cartilagem, dependem dessa vitamina para serem sintetizados. Manter os níveis ideais de Vitamina C, ajuda na manutenção da cartilagem.
Zinco: o micronutriente que estimula a síntese de proteínas e é um agente inibitório das células osteoclásticas, que estão relacionadas a reabsorção óssea.
Cálcio: atual no desenvolvimento e manutenção de toda a região óssea, como também as áreas próximas. Ele é encontrado facilmente na alimentação, por isso não é tão necessário a suplementação dele. O que pode ocorrer é a dificuldade do organismo de absorver o nutriente.

Todos esses nutrientes servem como matéria prima para a cartilagem e a partir daí, dependendo da complexidade, o processo de regeneração pode começar a ocorrer naturalmente.

As indicações de nutrientes, vitaminas e proteínas feitas aqui, podem ser encontradas facilmente em vários compostos vendidos em diversos locais. Outra importante indicação é sempre antes de qualquer coisa, passar por médicos especialistas e realizar alguns exames para ver a verdadeira necessidade de seu organismo e as quantidades adequadas para cada caso. 

Principais suplementos para recuperar articulações:

✅Metilfolato Premium: Adquira Já

✅Vitamina D com K2: Adquira Já

✅OSTEO2 Complex (colageno tipo II): Adquira Já

✅Composto anti-inflamatório Sucupira + Garra + Unha do Gato: Adquira Já






 
Compartilhe: